Postado em 22 de Outubro de 2018 às 12h17

Outubro Rosa: um mês para alerta a prevenção ao câncer de mama

Criada nos anos 1990 para conscientizar mulheres em todo o País sobre o câncer de mama, a campanha Outubro Rosa é umas principais armas para alertar a sociedade para a prevenção e a importância do diagnóstico precoce.

Identificar a doença nas fases iniciais é o maior aliado para um tratamento eficaz. Desta forma, aumentam as chances de cura, impedindo que o tumor alcance outros órgãos.

Com estimativa de 59,7 mil casos novos este ano, é o segundo tipo que mais mata no mundo – atrás apenas do de pele não melanoma. Sem prevenção e diagnóstico, a probabilidade dos registros de câncer de mama chega a 56,33 para cada grupo de 100 mulheres.

Neste mês, mulheres entre 40 a 69 anos de idade são estimuladas a fazer o exame mamográfico. Mas a campanha vale para todos, acrescenta o mastologista do Hospital Fundação do Câncer no Rio de Janeiro, Marcelo Lelis. Quem tiver histórico familiar ou outro fator de risco deve ficar atenta e procurar o médico para avaliação individual sobre a periodicidade dos exames. 

Tratamento

Pelo Sistema Único de Saúde (SUS), é possível fazer exames essenciais para o diagnóstico, como a punção de mama por agulha grossa, biópsia e exame anatomopatológico. Na fase de tratamento, estão disponíveis cirurgias, como mastectomias, cirurgias conservadoras e reconstrução mamária, além dos tratamentos com radioterapia, quimioterapia e hormonioterapia.

Quando toda a mama é retirada, é indicada a reconstrução imediata do seio, conforme garantido em lei. Após esta fase, o médico avalia a necessidade de radioterapia, quimioterapia e hormonioterapia. “Diagnosticado o câncer e feito todo o tratamento, a paciente deve comparecer a consultas periódicas. Nós também orientamos uma mudança na qualidade vida, com exercício físicos e alimentação saudável”, ressaltou.

Fonte: Governo do Brasil, com informações do Inca e do Ministério da Saúde

Veja também

Chá Verde, Chá Saudável!10/10/16 A história do chá diz que o consumo deste líquido quente e reconfortante começou na China há mais de cinco mil anos, país onde o Chá Verde é mais apreciado do que o chá preto, sendo consumido socialmente, mas também como uma forma de medicina tradicional e parte integrante do regime alimentar diário. No resto do mundo, a popularidade do......
Chá Verde - Combate ao envelhecimento precoce30/10/17 Um recente estudo japonês descobriu que o consumo de chá verde ajuda as pessoas a serem mais ágeis e independentes. Suas propriedades benéficas te permitem retardar o envelhecimento celular e se manter saudável. O estudo......
12 Curiosidade sobre o Chá Verde!15/08/16 O chá é produzido a partir das folhas da planta medicinal Camellia sinensis e que dependendo do processo de produção utilizado, suas folhas são a base para a produção de mais três principais tipos de......

Voltar para Notícias